fbpx
Home Office Reforma Completa e Decoração de Apartamento no ACL Morumbi

5 tendências da arquitetura pós-pandemia

tendências da arquitetura pós-pandemia

Depois de mais de 1 ano, já sabemos que a pandemia da covid-19 tem causado grandes impactos em muitas áreas da vida. Mas quais serão as mudanças que ela trará para as nossas casas e escritórios? Como será a arquitetura pós-pandemia? Certamente, esse é um assunto que tem permeado as conversas e estudos entre os profissionais que atuam com arquitetura e design de interiores nos últimos meses. 

De fato, a pandemia nos pegou de surpresa e tivemos que nos adaptar. Assim, algumas mudanças já estão sendo necessárias e outras ainda virão. Afinal, criamos uma nova relação com a nossa casa. Isto é, um novo entendimento sobre morar, conviver, ocupar espaços e até um olhar diferente sobre beleza e praticidade

Então, hoje vamos falar sobre algumas tendências da arquitetura pós-pandemia que já estão sendo apontadas, embora a gente ainda não saiba quando será esse fim.

1. Atenção com a higiene

Sem dúvida, esse foi o primeiro aspecto que a pandemia despertou em todos nós: a necessidade de uma boa higiene. Não só pessoal, mas também dos espaços e objetos. Assim, os sapatos passaram a ficar do lado de fora de casa, seja em sapateiras no hall de entrada ou na área de serviço. Aliás, essa é uma prática muito comum em diversos países, como no Japão, e que agora deve fazer parte da nossa rotina por aqui também. 

A saber, por falar em área de serviço, esse é um ambiente da casa que deve ser o protagonista da higienização na fase pós-pandemia. Na verdade, funciona quase como uma central de desinfecção, protegendo o restante da casa da sujeira trazida da rua. Assim, provavelmente, nos futuros empreendimentos, essa área terá uma metragem maior e precisará de mais espaço de armazenamento, com soluções de marcenaria.  

Da mesma forma, é possível adaptar o seu hall de entrada e/ou a sua área de serviço atuais para que tenham essas funcionalidades. Para isso, invista em móveis utilitários. Por exemplo, cabideiros, sapateiras, bancos e baús. Principalmente para a área de serviço, opte pela marcenaria personalizada, de forma a aproveitar melhor os espaços.  

Uma vez que a higiene é e continuará sendo uma preocupação bastante relevante, a escolha por materiais e mobiliários fáceis de limpar e que não acumulam sujeira também estará presente. Então, os projetos de interiores continuarão criando residências lindas, aconchegantes e funcionais, mas a questão da higienização estará ainda mais presente.

2. Home office estruturado 

Sem dúvida nenhuma o home office entrou com força total na vida de todo mundo. Afinal, transformou as relações de trabalho e, obviamente, exigiu criatividade de quem não tinha um escritório em casa. Assim, a sala de jantar, a varanda, o living e até o quarto foram adaptados e se tornaram estações de trabalho e estudo. Além disso, outra solução encontrada por muita gente foi transformar o home theater em home office. Ou, pelo menos, fazer a sala ter múltiplas funções. Por isso, é praticamente certo que todos os imóveis residenciais pós-pandemia terão um home office. 

Entretanto, quando a planta do imóvel não contempla um ambiente exclusivo para isso, é possível criar um projeto que o inclua. Seja no living ou no quarto, de forma organizada, bonita e integrada com o restante do espaço. Da mesma maneira, todo dormitório de criança e adolescente terá uma bancada ou mesa para estudos. 

Assim, é importante também considerar a infraestrutura de internet para esses ambientes. Bem como ter uma iluminação adequada e cuidados com a acústica. Principalmente em empreendimentos cujas paredes internas são de dry wall.

3. A força do digital e da automação

Já que falamos sobre a conexão de internet, seguiremos no campo da tecnologia e da automação, que já vêm numa crescente nos últimos anos. Mas agora, também motivada por dispositivos como a Alexa, por exemplo, a inteligência artificial fará cada vez mais parte do nosso cotidiano. Dessa forma, os comandos de voz estarão cada vez mais presentes nas residências. Por exemplo, controlando iluminação, climatização, abertura e fechamento de portas e cortinas, acionando a banheira e equipamentos eletrônicos 

Portanto, tudo que puder tornar a nossa vida mais prática e confortável, economizando tempo e energia, ganhará espaço. Por exemplo, já existem geladeiras que fazem controle do seu conteúdo e mantém a lista de compras integrada com o celular, avisando o proprietário quando ele deve fazer o mercado! Enfim, nesse quesito, as possibilidades são infinitas! Sem dúvida nenhuma, veremos muitos avanços ainda.

 

4. Natureza dentro de casa

Certamente, as plantas também ganharam espaço nas casas e na vida de muita gente, que fez da jardinagem uma válvula de escape importante nesse período de isolamento social. De fato, o contato com a natureza tem o potencial de reduzir os níveis de estresse e ansiedade. Tanto que isso motivou muitas pessoas a migrarem para o interior ou adquirirem imóveis próximos da capital para passar parte da semana. Inclusive, temos um conteúdo completo sobre condomínios de luxo no interior que elucida essa questão. 

Por isso, já é possível prever que os futuros projetos precisarão contemplar ainda mais áreas verdes. Bem como espaços para o cultivo de flores, temperos e até legumes e verduras dentro de casa. 

Nesse sentido, as varandas e quintais são o espaço mais óbvio para esse tipo de instalação. Mas, soluções criativas, especialmente em apartamentos, podem levar o verde também para outros ambientes, como a cozinha e até o home office.

Quer saber tudo
sobre como reformamos seu apartamento?

5. Espaço para relaxar

Assim como as plantas podem ajudar a aliviar o estresse, ter um cantinho de leitura, da meditação, do exercício físico é fundamental. Afinal, um espaço destinado aos hobbies e atividades de relaxamento faz parte da estratégia para manter a saúde mental em dia, mesmo sem sair de casa. Por isso, incluir esses ambientes nos projetos é mais uma tendência, uma vez que as pessoas têm sentido a necessidade de se desconectar do entorno e se conectar consigo mesmas. 

Por exemplo, talvez mais pessoas optem por ter uma banheira em seus projetos, com banheiros parecidos com os de spa. Ou seja, que promovam o relaxamento após um dia intenso de trabalho e sejam um oásis em meio a toda loucura. Certamente, esses espaços servirão como uma espécie de sala de descompressão, como vemos em algumas empresas.

Um projeto de interiores leva
sofisticação para seu apartamento

Arquitetura corporativa pós-pandemia

Por fim, falando também dos impactos sobre o ambiente corporativo, veremos também nos escritórios uma preocupação crescente com as questões de higiene e segurança do trabalho. Não só a partir da escolha dos materiais, mas também passando pela instalação de sistemas de circulação e purificação do ar. 

Algumas empresas já estão trabalhando nessas adequações de seus espaços, aproveitando a possibilidade do trabalho remoto e do rodízio entre as equipes. A saber, o objetivo é aumentar o distanciamento entre as pessoas e as estações de trabalho. Além disso, assim como nas casas, as áreas de higienização também estarão presentes nos escritórios. Bem como a disponibilização de lockers para acondicionamento dos pertences dos funcionários durante o período de trabalho. 

Da mesma forma que a automação chegará com tudo na arquitetura pós-pandemia residencial, as empresas também precisarão investir em sistemas chamados de hands off. Ou seja, acionados sem o toque das mãos. Seja para abertura e fechamento de portas, acionamento de descarga nos banheiros, acendimento das luzes e tantas outras facilidades nas quais valerá a pena investir. Afinal é a saúde e a segurança do time que está em questão. 

Por consequência, as áreas de descompressão também ganharão espaço, assim como os ambientes multifuncionais. Eles podem ser transformados com a utilização de painéis articuláveis ou apenas com pequenos ajustes no posicionamento do mobiliário. 

Planejamento é essencial para a arquitetura pós-pandemia

Enfim, como é próprio das tendências, elas antecipam ou apenas indicam possibilidades futuras. Além disso, se tem algo que aprendemos muito fortemente com a pandemia, é que a vida é bastante imprevisível. De fato, o cenário pode mudar a qualquer momento. E é justamente por isso que os planejamentos são necessários. Sem dúvida, quando conhecemos nosso ponto de partida e o objetivo final, conseguimos exercitar a resiliência e a criatividade para fazer os ajustes pelo caminho. 

Por certo, isso também é válido para os projetos de arquitetura de interiores. Para isso, todo nosso time Marília Veiga Interiores está comprometido em oferecer as melhores soluções para você, tanto em projetos residenciais quanto corporativos. Então, entre em contato com a gente! 

Marília Veiga Interiores

Reformar Apartamento Antigo com Marília Veiga

Olá eu sou Marília Veiga, há mais de 40 anos trabalhamos com projeto e acompanhamento de reformas e decorações voltadas para imóveis de alto padrão, sejam residenciais ou corporativos.

Transformar é a nossa missão! Através dos nossos projetos trazemos mais qualidade de vida para nossos clientes!

Temos um conceito contemporâneo, com linhas neutras, sempre alinhando o designaconchego Nosso foco é no uso dos ambientes e não somente na estética. Além disso, atendimento personalizado e o processo de trabalho são os nossos grandes diferencias, proporcionado resultados de sucesso. Afinal possuímos 4 décadas de experiência com um amplo portfólio de trabalhos realizados no Brasil e no exterior.

Projetos Recentes